• Operação Resgate Brasil

PREVENÇÃO E AUTOCUIDADO – Com nossas mães.


No dia 04 de novembro, realizamos um momento com as mães de nossa Organização. Em um encontro presencial, conversamos sobre um dos assuntos mais importantes sobre saúde: os seios e a prevenção ao câncer de mama. Nos reunimos no período da tarde e realizamos um espaço de trocas, acolhimentos e aprendizados.

Nossas mães foram bem recebidas por nós em nossa instalação. Tivemos o momento da acolhida inicial e contamos com a palestra realizada por profissionais da saúde, as Enfermeiras, aptas para dialogar sobre o assunto. O diálogo para a construção desse momento foi com o Cras Marina Alves de Oliveira, que se localiza no bairro do Jatobá. Também contamos com a participação da Secretária de Desenvolvimento Social de nossa cidade, Helena Wanderley. A secretária veio conhecer nosso polo e participar de nosso dia de atividade.

O câncer de mama é que mais afeta as mulheres em todo o mundo. No Brasil, “o câncer de mama é também o tipo de câncer mais incidente em mulheres de todas as regiões, após o câncer de pele não melanoma. As taxas são mais elevadas nas regiões mais desenvolvidas (Sul e Sudeste)”, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Ainda que no Nordeste esse número não seja tão expressivo quanto nas regiões mais ao sul do Brasil, é competência dos estados e municípios de nossa região estarem a frente do processo de educação a respeito das condições para a prevenção.

Embora o mês de outubro marque a reflexão sobre a prevenção a esse tipo de câncer, o cuidado, o toque pessoal e a atenção devem perdurar durante todo o ano. As causas para o câncer de mama podem vir por fatores comportamentais, através obesidade, sedentarismo, consumo excessivo de bebidas alcoólicas, entre outros; por fatores reprodutores e hormonais, e por fatores genéticos. No entanto, sua letalidade pode ser diminuída a partir do autoexame (que pode ser feito mensalmente após os 20 anos de idade). Para mulheres com idade superior a 50 anos e sem sintomas aparentes, a mamografia de rastreamento é necessária para descobrir o tumor em fase inicial, com probabilidade de cura de 95%, (fonte: Pfizer).Outros hábitos auxiliam na redução dos fatores de risco, como exercícios físicos, alimentação saudável, amamentação, entre outros.

Em nossa conversa com as mães, essas reflexões foram trazidas tanto para alertar quanto para motivar a prevenção e incentivar o autocuidado. Sabemos que para nossas mães, conciliar a rotina doméstica com a dos filhos e dos empregos as colocam em uma jornada tripla de trabalho. Sabemos também que a falta de informação é fator que agrava o combate e a prevenção a diversos tipos de doença. Para nós, Operação Resgate, cuidar de nossas famílias é fazer com que esse tipo de debate seja comum para nossas crianças (para que saibam desde cedo sobre cuidados básicos e autocuidado), bem como para nossas mães. Nosso compromisso é com a família e por isso sabemos que o desafio é gigante.


Secretária de Desenvolvimento Social de nossa cidade, Helena Wanderley e Edinete Gerente Executiva Operação Resgate Patos Maria Edinete
Secretária de Desenvolvimento Social de nossa cidade, Helena Wanderley e Edinete Martins Gerente Executiva Operação Resgate Patos .

Agradecemos a todas e todos envolvidos nesse belo encontro cheio de informações, acolhimento, afeto e cuidado. E reafirmamos que seguiremos fazendo de nosso lugar um espaço de abrigo para reflexões sobre saúde, proteção, prevenção, educação e amor.


Texto Bianca Liege


MAIS INFORMAÇÕES: https://www.pfizer.com.br/noticias/ultimas-noticias/cancer-de-mama-em-numeros

https://www.inca.gov.br/controle-do-cancer-de-mama/conceito-e-magnitude


44 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo